Por que é importante ficar atento a sua Situação Cadastral?

Não é muito comum que as pessoas costumem verificar o seu cadastro, com a correria do dia a dia muitos nem se lembram deste recurso, mas com o crescente aumento de roubo de dados e a facilidade que a internet nos dá, é importante temos este costume de ficar atento a situação cadastral do CPF.

Situação cadastral do CPF, todo cuidado é pouco

O momento em que lembramos de consultar a nossa situação cadastral é quando temos algum problema relacionado a receita federal, porém, com um documento tão importante como o CPF devemos ter o hábito, já que a própria internet já nos permite, de consultar de tempos em tempos a situação cadastral do CPF.

situação cadastral

É sempre melhor prevenir do que sofrer incômodos futuramente

Quando nos antecipamos a uma situação estamos prevenindo problemas que podem surgir, podemos por exemplo, criar o hábito de a cada 60 dias fazer uma consulta cadastral do CPF, assim, caso tenha surgido algum problema relacionado a ele teremos tempo de resolver antes que o problema se torne maior.

Situação cadastral do CPF pode anulá-lo

Muitas pessoas tem o CPF anulado por não saber a sua situação cadastral, desta forma, acaba tendo problemas por só vir a descobrir depois de algum tempo. Por isso é importante ficar atento as suas finanças e a sua situação.

Roubo de dados são práticas comuns

Nem sempre temos a nossa situação cadastral irregular por culpa nossa, as nossas finanças e dívidas podem estar em dia, mas nosso CPF irregular por que a prática de roubo de dados tem se tornado comum e com o CPF roubado então, a dor de cabeça tende a ser pior, pois muitas vezes não sabemos quem roubou e vemos nosso nome ficar sujo sem motivos.

Faça a consulta da sua situação cadastral em casa

Use a internet a seu favor, hoje já é possível consultar a situação cadastral do CPF de casa, existem várias opções de consulta e até mesmo aplicativos que avisam quando seu CPF foi usado. Os nossos dados são únicos e devem sempre ser resguardados, por isso fique sempre atento e faça consultas regulares para proteger o bem mais valioso, seu nome.

Saiba tudo sobre a Certidão de Inteiro Teor

A Certidão de Inteiro Teor traz todas as informações relativas ao nascimento da pessoa, transcritas fielmente, da forma que consta do livro registro no cartório onde foi realizado o registro do fato.

Porém, a certidão de inteiro teor não é só de nascimento. Outras certidões, como de casamento ou de óbito, também podem ser emitidas em inteiro teor. Além da diferença já citada, existe outra característica que diferencia as certidões de inteiro teor em relação às certidões de breve relato: enquanto a de breve relato pode ser solicitada por qualquer pessoa, por possuir informações públicas, a certidão de inteiro teor só pode ter sua emissão solicitada pelo titular, por pessoa portadora de procuração específica para a emissão ou através de ordem judicial, emitida por juiz de direito competente. Isso se deve ao fato de este tipo de certidão poder possuir informações que exigem um grau maior de discrição, por poder expor o titular da certidão à opinião pública demasiadamente.

Quando uma certidão de inteiro teor será utilizada?

Além disso, uma certidão desse tipo não é utilizada normalmente, nos procedimentos administrativos cotidianos. Procedimentos como a solicitação de dupla nacionalidade e inventários, por outro lado, utilizam amplamente esse tipo de certidão, pois traz informações importantes, necessárias para as comprovações dos dados e da naturalidade da pessoa. Sem essa certidão, o procedimento de comprovação das informações torna-se um tanto mais complexo, e, em alguns casos, impossível de ser realizado. Porém, a grande maioria dos procedimentos utiliza a certidão de breve relato, mais simplificada e com informações a menos.

Nessa certidão encontram-se informações relativas aos pais e avós do titular, como profissão (nem sempre, já que antigamente não eram preenchidos todos os dados) e a naturalidade.

inteiro teor

O que é inteiro teor?

Uma certidão de inteiro teor, além de conter todas as informações conforme constam no livro do cartório, ainda terá as averbações, que são informações complementares da vida da pessoa. Dessa forma, uma certidão como essa será uma “ficha corrida”, um histórico de vida, com todas as informações, desde o nascimento, casamento e óbito e, em alguns casos, passando por adoções e outras situações, também.